Publicado em: 27/01/2022

Muito além dos museus, teatros, restaurantes e shoppings, a cidade de São Paulo oferece uma série de passeios para curtir em áreas abertas – de parques a vias emblemáticas. Com a pandemia, passeios ao ar livre, nos quais é possível se divertir com mais segurança, passaram a ser muito procurados. Também são uma ótima opção para aproveitar os dias ensolarados de verão na capital paulista. Por isso, o WZ Hotel Jardins separou 10 opções de passeios em locais abertos em São Paulo. Confira: Parque Ibirapuera

Foto por iStock / f11photo

Foto por iStock / f11photo

São Paulo não é feita só de prédios e asfalto. Os parques também fazem parte do dia a dia paulistano, oferecendo lazer, esporte, atividades culturais e um respiro em meio ao agito urbano. Com mais de 150 hectares, o Ibirapuera é um oásis verde em meio ao concreto e o parque mais famoso da cidade. Uma profusão de árvores, lagos, jardins e centros culturais, incluindo pavilhões projetados por Oscar Niemeyer, formam um dos ambientes mais agradáveis de São Paulo. O local é perfeito para passar o dia, fazer uma caminhada ou andar de bicicleta. Avenida Paulista
Foto por iStock / William Rodrigues dos Santos

Foto por iStock / William Rodrigues dos Santos

Marcada por arranha-céus, shoppings e centros culturais, a Avenida Paulista é a via mais emblemática de São Paulo. É ainda melhor visitar essa avenida aos domingos, das 8h às 16h (horário sujeito a alterações), quando a Paulista fica aberta exclusivamente para pedestres e ciclistas. Seus quase 3 km de extensão se transformam em um grande e animado parque. Pico do Jaraguá
Foto por iStock / marstockphoto

Foto por iStock / marstockphoto

Com 1.135 metros de altitude, o Pico do Jaraguá é o ponto mais alto da capital paulista. Afastado do centro da cidade, o pico oferece uma vista panorâmica que pode alcançar um raio de mais de 50 km, revelando praticamente toda a extensão de São Paulo e da região metropolitana. A visita é feita pelo Parque Estadual do Jaraguá, que fica ao lado da Rodovia dos Bandeirantes. O parque abriga um dos últimos remanescentes de Mata Atlântica da região, em 492 hectares de área verde preservada. Parque Villa-Lobos
Foto por iStock / Alfribeiro

Foto por iStock / Alfribeiro

Localizado no Alto de Pinheiros, o Parque Villa-Lobos engloba 732 mil m² de área verde, com 35 mil árvores, além de gramados e jardins floridos. Na entrada do parque você pode alugar bicicletas de variados tipos, patins e outros equipamentos para se divertir na ciclovia de 4,6 km de extensão. Há ainda campos de futebol, quadras, academias ao ar livre e outros espaços para a prática de esportes e atividades físicas. Horto Florestal
Foto por iStock / Luisrftc

Foto por iStock / Luisrftc

Na zona norte de São Paulo, o Horto Florestal tem uma rica biodiversidade de fauna e flora e remanescentes de Mata Atlântica preservados em plena área urbana. Junto ao Parque Estadual da Cantareira, que também merece uma visita, tem trilhas, circuito de caminhada, ciclovia, quadras, campo de futebol, playground e outras áreas de lazer ao ar livre. Beco do Batman
Foto por iStock / Photos Danny

Foto por iStock / Photos Danny

Na Vila Madalena, o Beco do Batman é uma verdadeira galeria de arte urbana a céu aberto. A estreita viela para pedestres é cercada por muros coloridos, onde os mais variados grafites formam cenários perfeitos para fotos. A tradição dos murais grafitados neste local começou na década de 1980, com um desenho do Batman, que deu nome ao beco. Hoje, os grafites são assinados por diversos artistas e mudam constantemente. Aos finais de semana acontece uma feirinha de artesanato no local. Parque da Água Branca
Foto por Patrícia Chemin

Foto por Patrícia Chemin

O Parque da Água Branca fica na Barra Funda e tem 137 mil m². Bem arborizado, abriga nascentes e árvores típicas da Mata Atlântica, como o pau-brasil. Há ainda lagos e fontes e um ambiente que remete a uma fazenda, já que animais como galinhas, gansos, patos e pavões circulam livremente pelo parque. Outras atrações incluem o Museu Geológico, a Praça do Idoso, arena hípica, Aquário, Espaço de Leitura e muito mais. Jardim Botânico
Foto por Ken Chu - expressão studio

Foto por Ken Chu – expressão studio

Com 143 hectares e várias espécies vegetais, o Jardim Botânico de São Paulo fica na zona sul da cidade. Além do Instituto de Botânica e do Museu Botânico, o local abriga bosques e jardins, duas estufas com plantas típicas da Mata Atlântica, estruturas históricas e nascentes do riacho do Ipiranga. Zoológico
Foto por iStock / AlbertoChagas

Foto por iStock / AlbertoChagas

O Zoológico de São Paulo é a casa de mais de 1.500 animais, entre aves, répteis, mamíferos, anfíbios e invertebrados. Em um ambiente ao ar livre, bem arborizado e tranquilo, é possível conhecer animais raros e ameaçados, como o mico-leão-preto, a onça-pintada e outras espécies, além de compreender o papel dos zoológicos na conservação da natureza. Parque Caminhos do Mar
Foto por Divulgação

Foto por Divulgação

A cerca de 40 km do centro de São Paulo, em São Bernardo do Campo, o Parque Caminhos do Mar proporciona uma mistura de ecoturismo com história. O passeio começa por uma trilha fácil de 9 km de extensão, que atravessa a Estrada Velha de Santos (fechada para veículos) e conta com monumentos históricos. Há ainda a Calçada do Lorena, trilha de pedras por onde D. Pedro I passou antes de proclamar a Independência do Brasil em 1822. O parque é repleto de espécies nativas da Mata Atlântica e oferece uma vista exuberante da Serra do Mar. Onde ficar: WZ Hotel Jardins
Foto por Divulgação

Foto por Divulgação

Além da localização privilegiada em plena Avenida Rebouças e a 100 metros da estação Oscar Freire do metrô, o WZ Hotel Jardins conta com estilo contemporâneo, quartos amplos e confortáveis com diferentes configurações, centro de convenções para todos os tipos de eventos, restaurante, bar, wi-fi gratuito e estacionamento no local. A estrutura do WZ Hotel Jardins privilegia o design e os cenários instagramáveis, tanto nos espaços internos quanto na icônica fachada iluminada. O hotel segue os mais rígidos procedimentos sanitários recomendados pelas autoridades de saúde para o setor hoteleiro, garantindo assim um ambiente seguro a todos seus hóspedes e colaboradores. Mais informações em: wzhoteljardins.com.br Texto por: Agência com edição Foto destaque por: iStock / Phaelnogueira     Fonte: http://www.qualviagem.com.br/sao-paulo-10-opcoes-de-passeios-ao-ar-livre/